FANDOM


A Casa dos Vinte e Cinco é um conselho deliberativo composto por representantes das corporações de ofícios ou guildas criado inicialmente para a administração de Torres do Leste e, mais tarde, incorporado ao Tratado.

HistóriaEditar

A Casa dos Vinte e Cinco de Torres do Leste foi criada a 26 de março de 6272, por Fernan Garra-de-Águia, Mestre de Ezis e Regedor do Campanário, com o objetivo de permitir que os mesteirais participassem no governo da cidade. A sua criação vem no seguimento do apoio dado por eles a Fernan na Disputa Real de 6270-6271.

A Casa dos Vinte e Cinco funcionava como uma assembleia municipal com poder deliberativo. Todas as medidas municipais a serem postas em prática tinham que ser por ela votadas e aprovadas por maioria. Era composta por dois representantes de cada uma dos 12 grémios ou corporações de ofícios da cidade (conhecidas por "bandeiras") mais o próprio Fernan. Cada bandeira era designadapor uma cor e incluía um ofício de cabeça, bem como outros ofícios anexos. As reuniões dos Vinte e Cinco realizavam-se no Bosque de Aalan. Os Vinte e Cinco elegiam um juiz do povo (que presidia à Casa), juízes de paz, procuradores e outros magistrados.

Posteriormente, foram criadas casas dos vinte e cinco em outros vilarejos submetidos ao controle de Torres do Leste. Com a criação do Vas Urth, uma Casa dos Cinte e Cinco foi criada para administrar o Tratado, contendo, porém, muitos mais membros que o número original.

Bandeiras e ofíciosEditar

O número de bandeiras e de ofícios representados nas casas dos vinte e cinco foi variando ao longo do tempo. Pela Nova Regulação da Casa dos Vinte e Cinco de Torres do Leste de 7445, a mesma ficou constituída pelas seguintes bandeiras e respectivos ofícios de cabeça e ofícios anexos, representadas na grande e importante Procissão das Cores:

  1. Azul - Cabeça: membros do Pariato. Anexos: grandes proprietários de terras e pequena nobreza.
  2. Dourada - Cabeça: barbeiros de barbear e barbeiros de guarnecer espadas. Anexos: ferradores, bate-folhas, ferreiros, fundidores de cobre, douradores, serralheiros, cutileiros e espingardeiros;
  3. Verde - Cabeça: clérigos de Aalan. Anexos: druidas, rangers e Vasaks;
  4. Vermelha: Cabeça: militares. Anexos: cavaleiros, guerreiros, mercenários e Hoste da Moeda.
  5. Marrom - Cabeça: sapateiros e curtidores. Anexos: surradores e odreiros;
  6. Anil - Cabeça: correeiros. Anexos: seleiros e freeiros (pertenciam antes à Bandeira Dourada);
  7. Grená- Cabeça: magos, arcanistas e estudiosos. Anexos: livreiros, alquimistas, ocultistas e afins;
  8. Cinza - Cabeça: pedreiros e carpinteiros de casas. Anexos: canteiros, ladrilheiros e violeiros;
  9. Bege - Cabeça: tosadores. Anexos: tintureiros, tecelões e esteireiros;
  10. Branca - Cabeça: confeiteiros e cozinheiros. Anexos: carpinteiros de carruagens e picheleiros;
  11. Laranja - Cabeça: alfaiates. Anexos: algibebes e bainheiros.
  12. Lilás - Cabeça: carpinteiros de móveis. Anexos: entalhadores e coronheiros.
  13. Negra - Não identificados.

Para lá dos ofícios integrados em bandeiras, também enviavam representantes à Casa dos Vinte e Cinco os tanoeiros, os cerieiros, os ourives de ouro e lapidários, os ourives de prata e lavrantes, os oleiros e sombreireiros, os cordoeiros de linho, os cordoeiros de esparto e piaçá e os esparteiros.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória