FANDOM


Desde a Era da Descoberta, "A Mais Antiga e Venerável Ordem do Trono", ou simplesmente "Os Cavaleiros do Trono", existem como os guerreiros da justiça, do bem e da ordem. Obrigados pelo voto "Hormatan Meduni Jiwha" ("a honra protege a alma", no Idioma Ancestral), todas as ações de um Cavaleiro do Trono, independente de sua Ordem, são guiadas pelo Código de Astarph, também chamado de "As Oito Leis".

HistóriaEditar

Originalmente, os Cavaleiros do Trono descendem diretamente dos Vinte Honrados do Poente, uma antiga tropa de elite montada pelo Rei Oanor para combater as Bestas Blafemas, que ainda infectavam Kodrath. Adepto fervoroso do penjelasanismo, Oanor exigiu que seus guerreiros seguissem os príncipios do Tronado, acreditando que a verdadeira batalha seria contra Iblor. Com o passar do tempo, e com a eventual queda da Primeira Dinastia da Tarde, os Vinte Honrados foram esquecidos. Porém, várias ordens de cavalaria passariam a seguir os velhos preceitos dos Vinte, organizando-se por conta própria em defesa dos reinos dos homens.

Com o passar do tempo, a miríade de grupos independentes acabou se concentrando em três grande ordens: a Ordem dos Altivos, a Ordem da Justiça e a Ordem do Escudo da Fé, todas seguindo o mesmo código de conduta básico. Em 7438, durante a reconstrução de Akariestor, Locbeorn V reuniu os líderes das três ordens independentes para reconstruir uma tropa que honrasse os antigos Vinte, sendo fiéis ao Rei da Tarde e aos princípios do bem.

Assim, em 20 de outubro daquele ano, os estatutos dos Cavaleiros do Trono foram oficialmente instituídos, anunciando cada membro fundador como cavaleiro. A proposta de reunião em uma ordem única, contudo, durou apenas quatro anos. Em 7442, com o assassinato de Locbeorn V, teve início a Luta de Sangue, uma sangrenta guerra civil em torno da sucessão da coroa do Reino do Sol Poente. As três ordens se dividiram sobre quem tinha a melhor reivindicação ao trono: as ordens da Justiça e do Escudo da Fé ficaram ao lado da tradição, defendendo defendiam que o trono fosse para o parente mais próximo de Locbeorn, seu sobrinho Rotlor; os Altivos, por sua vez, consideravam Rotlor um garoto doente e frágil, incapaz de liderar a reconstrução de Akariestor e do reino.

Apenas com o fim da Dinastia A'ge (os usurpadores), Songorn, o novo Rei da Tarde, pôs fim à desavença entre as ordens, reunindo-as novamente mas ainda rei mantendo sua independência.

Código de AstarphEditar

O Juramento: "Hormatan Meduni Jiwha".

As Oito Leis:

  1. Buscar o bem e a justiça;
  2. Manter a retidão em todas as ações;
  3. Respeitar os semelhantes e toda a criação de Jiwha Dunia;
  4. Amar mais a seus irmãos de combate que a seus familiares;
  5. Ter piedade com os enfermos e com os derrotados;
  6. Proteger os incapazes;
  7. Ser valente na guerra e leal na paz; e
  8. Livrar o mundo da sombra do mal.

Ordem dos AltivosEditar

A primeira Ordem a reclamar a herança dos Vinte, os Altivos são nobres que deixaram suas posses para se dedicar à causa do bem. Seu emblema é uma coroa de madeira, representando ao mesmo tempo o passado nobre e a humildade. Até hoje, o título oficial de Sir só foi concedido a bem-nascidos (aos plebeus, resta a posição de soldado montado).

A Ordem dos Altivos é bastante ligada à política, especialmente no Reino da Tarde, e não possui um Jinaigur patrono, optando por seguir o Tronado indistintamente. São os responsáveis pela manutenção e liderença do Grande Exército do Oeste, e se atoproclamam os Guardiões do Oeste.São liderados pela Câmara Elevada, um comitê formado por vinte cavaleiros experientes.

Ordem da JustiçaEditar

Também conhecidos como Guerreiros de Garan, a Ordem da Justiça é a menor entre as três ordens dos Cavaleiros do Trono - e também a menos organizada. Por ter Garan como patrono, muitos dos seus antigos membros foram absorvidos pela militarizada Igreja de Garan, mas a Ordem permanece respeitada como aquela que menos se preocupa com a política dos homens e aque mais busca o cambate direto contra o mal.

Poucos são os cavaleiros da ordem que detém o título de Sir; a maioria atua como cavaleiros andantes por Kodrath, soldados em eterno treinamento. Quando têm a sorte de encontrar outro Sir, o cavaleiro deve provar feitos importantes para, assim, merecer o título.

Ordem do Escudo da FéEditar

Seguidores de Aadam, os cavaleiros da Ordem do Escudo da Fé representam o ideal mais puro de cavalaria em Kodrath, buscando prestar auxílio a todos os que necessitam. Ao contrário da Ordem da Justiça, o Escudo da Fé não busca a glória, apenas o bem puro e simplesmente, ainda que usem do combate armado para isso.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória